Notícias

Ministro da Infraestrutura e Caiado inauguram Anel Viário de Aparecida de Goiânia

Investimentos superam R$ 27,9 milhões

Da Redação

O governador Ronaldo Caiado e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entregaram, nesta segunda-feira (28), as obras de restauração e adequação do Anel Viário de Goiânia e Aparecida de Goiânia, no trecho que liga as rodovias BR-060 e BR-153. “É muito mais fácil trabalhar e prover a estrutura quando temos a parceria do governo do Estado. Tudo é feito de forma combinada e flui mais rápido. Isso faz com que a gente tenha um crescimento muito grande na questão da estrutura aqui no Estado de Goiás”, destacou o ministro.

Para Caiado, o investimento em logística é reflexo de uma nova visão do governo federal e garantirá a Goiás mais competitividade no cenário nacional. “O setor de infraestrutura no governo Jair Bolsonaro é algo que teria uma projeção para 20 anos, mas vocês estão antecipando tudo isso, de forma acelerada, para construir em quatro anos. É algo que estamos assistindo no Estado e que nunca vimos antes”, diz Caiado.

A obra concluída no anel viário foi entregue com dois meses de antecedência. Os investimentos superam R$ 27,9 milhões. O empreendimento, executado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), inclui 16,9 quilômetros de pista duplicada, adequação dos retornos existentes e implantação de barreiras de proteção em pontos estratégicos da via, que vão coibir o tráfego de veículos em locais inadequados.

O ministro e o governador ressaltaram, também, a parceria com os deputados e senadores na concretização de benfeitorias para Goiás. “Agradeço os parlamentares da bancada federal de Goiás na pessoa do deputado Vitor Hugo”, destacou Tarcísio de Freitas. “Parcerias são fundamentais, temos aqui também José Nelto, Professor Alcides, todos parlamentares que compõem o grupo de 17 deputados federais e três senadores da República que atendem às reivindicações, com emendas, não apenas em pavimentações novas, mas para recuperação de rodovias”, completou Caiado, que reconheceu ainda o apoio dos deputados estaduais.

Transformação

Caiado observou que, historicamente no Brasil, a estrutura logística sempre beneficiou os estados litorâneos, com portos, ferrovias e rodovias para o transporte e escoamento da produção. Hoje, ressaltou, a visão diferenciada e o compromisso do presidente Jair Bolsonaro possibilitaram que o governo federal investisse em outras regiões do país, em especial, no estado de Goiás, que ocupa a terceira posição no ranking da produção agropecuária brasileira.

Nesse sentido, um dos projetos fundamentais que foram tirados do papel em 2019 é a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, que ligará o município de Água Boa, no Mato Grosso, a Mara Rosa, no Norte goiano. Durante a visita, o ministro anunciou que em novembro pretende voltar à capital para a assinatura do contrato. “É algo que será emblemático para o Estado”, sinalizou. Tarcísio de Freitas ressaltou que o projeto de expansão da infraestrutura logística no Brasil visa ligar a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, que parte do município de Ilhéus, no litoral da Bahia, à Ferrovia Norte-Sul, no Tocantins.

O ministro Tarcísio de Freitas garantiu que no próximo ano, a Ferrovia Norte-Sul estará totalmente em funcionamento, já que as obras estão bem encaminhadas. Ele citou a construção do terminal de Rio Verde, onde há investimentos de R$ 300 milhões. “Temos ainda a ponte sobre o Rio Grande, que já foi concluída, estamos fazendo a ponte ferroviária sobre o Rio Paranaíba”, apontou. “Então, ano que vem, teremos a Ferrovia Norte-Sul operacional, vamos poder sair do Mato Grosso e chegar até o porto de Ilhéus passando aqui pelo Estado de Goiás”, projetou.

Entre as obras federais previstas em Goiás, o ministro listou ainda projetos prioritários do governo federal como a duplicação da BR-153, de Goiás ao Tocantins, e também a concessão da BR-060, BR-364 e BR-452. “Nessa concessão a gente vai dar a solução para um dos problemas mais graves do Estado, do ponto de vista viário, que é o contorno de Goiânia”, explicou.

“É mais uma obra importantíssima em que o governo federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, mostra toda a sua atenção com o Estado de Goiás”, avaliou o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales. Ele ressaltou que o volume de obras em parceria com a União só é possível graças ao empenho do governador Ronaldo Caiado na desburocratização e facilitação da atuação dos órgãos federais em todo território goiano.

Convênios

A Goinfra contabiliza R$ 219,675 milhões em convênios federais para tocar várias frentes de obras. Do total, R$ 107,649 milhões via Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com R$ 4,377 milhões de contrapartida do Estado, vão para obras de pavimentação viária no município de Bela Vista de Goiás e restauração de trechos de rodovias que passam por Formoso, Trombas e Montividiu do Norte, Montes Claros de Goiás, Itumirim e Aporé.

Por meio da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), são R$ 42,299 milhões investidos, sendo R$ 626,5 mil de contrapartida da Goinfra. Ao todo são 19 convênios com o órgão para variadas frentes de trabalho, entre elas, pavimentação urbana, pavimentação viária, pontes e entrega de patrulhas mecanizadas para 29 municípios.

Com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o convênio firmado é de R$ 39,726 milhões para quatro obras de implantação, pavimentação e supervisão nas GOs 132,174,230 e 439. Já via BNDES Emergencial foram disponibilizados outros R$ 30 milhões para obras de implantação e pavimentação nas GOs 347 e 239.

 

 

Gustavo Martins

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados