destaques

Moradores pedem à Prefeitura de Aparecida retorno de obra asfáltica na Vila Oliveira

A populosa Vila Oliveira tem o sonho de ver o asfalto chegar em todo o bairro, principalmente nas ruas Cianita, Granada, Turquesa e Epidoto. Alguns moradores acionaram o Diário de Aparecida para comunicar que a data para a retomada da obra asfáltica, propagada em 500 cópias de uma carta entregue pelo vereador Sandro Oliveira a moradores das ruas não pavimentadas, expirou. Na interpretação do povo, a carta previa que por volta do dia 15 de agosto as máquinas retornariam para as ruas, sendo que o asfalto estaria concluído até o final do mês de setembro de 2021.

Procurado pelo DA, o vereador Sandro Oliveira explicou que a carta distribuída em 14 de julho de 2021 não tinha o objetivo de fixar datas, mas informar diretamente ao cidadão os reais motivos da paralisação das obras e a previsão do retorno. Nela, o vereador esclarecia que a destinação do recurso teria vindo do governo federal, em torno de, aproximadamente, R$ 20 milhões, e que o processo de pavimentação teria sido dividido em etapas, denominadas lotes, 1, 2, 3 e 4. Toda obra financiada com recurso federal tem o costume de ter contrapartida pelo município, neste caso 25%, conforme as palavras contidas na carta.

Na mensagem diz que a “prefeitura de Aparecida decidiu repassar a execução do asfalto do lote 4 para a Costa Brava devido à qualidade e padrão da empresa. Por se tratar de serviço público, houve a tramitação para inclusão do lote 4 e um aditivo que é um acréscimo de orçamento. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) já montou o processo com a autorização do aditivo pelo prefeito Gustavo Mendanha, o qual está em análise na Caixa Econômica Federal, e que, após liberado o recurso, a Seinfra solicita ao município e órgãos responsáveis o empenho da obra”.

“O processo para inclusão do aditivo, que é o acréscimo no orçamento para o asfaltamento do Lote 4, não foi aprovado no prazo previsto na carta que eu distribuí aos moradores. Quero esclarecer que não prometi que as máquinas retornariam em 15 de agosto com término do asfalto até setembro. Foi uma previsão e não afirmação. Se o processo ainda não foi aprovado não tem como afirmar quando as máquinas começarão a trabalhar”, ressaltou o vereador.

 

“Vou solicitar uma agenda com o prefeito junto com moradores”

O vereador Sandro Oliveira falou ao Diário de Aparecida que a prefeitura está correndo atrás, mas que, infelizmente, a análise na Caixa Econômica Federal está devagar. E que, apesar de não ser sua função, ele foi três vezes a Brasília para tentar desburocratizar a demanda. Segundo ele, a viagem ao DF foi no sentido de dar uma resposta aos moradores do setor, que consideram o parlamentar seu representante no corpo legislativo.

“Vou solicitar uma agenda com o prefeito e os moradores, porque acredito ser importante a população ter essa reunião com o nosso gestor municipal. Fui eleito pelos moradores, estou com eles. A carta foi simplesmente a título de esclarecimento àqueles que não têm acesso às informações como de fato elas são. Porém, houve confusão, mas na carta, claro. Como não foi aprovado o aditivo, não há como prever outra data”, finalizou o vereador.

Prefeitura

A Secretaria de Infraestrutura de Aparecida de Goiânia (Seinfra) informa que a prefeitura está com 13 frentes de pavimentação asfáltica no município. A Vila Oliveira está com cronograma de obras em andamento e o projeto prevê a pavimentação de todas as ruas do bairro. O projeto de pavimentação da Vila Oliveira passou por aditivo e a Seinfra aguarda, neste momento, liberação de recurso por parte da Caixa Econômica Federal para concluir o asfaltamento do bairro. (Por Ana Paula Arantes / jornalismo@diariodeaparecida.com)

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo