Quarta, 21 de Abril de 2021
21 de Abril de 2021
Publicidade

Música anima e conforta pacientes e profissionais de saúde nas UPAs de Aparecida

Ação visa levar conforto aos pacientes, principalmente neste momento de pandemia, além de aliviar o cansaço físico, psicológico e emocional aos profissionais da linha de frente

A música alegra e acalma. Em tempos de pandemia isso é essencial para manter a saúde da mente quando o corpo está pedindo ajuda. E foi pensando nesses benefícios que a equipe da Coordenação de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Aparecida criou o projeto musicoterapia nas UPAs. O projeto, que teve início nesta quarta-feira, 07, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Geraldo Magela no Parque Flamboyant, será realizado ao menos uma vez por semana nas unidades de linha de frente no atendimento de urgência e emergência do município. O grupo é formado por musicoterapeutas dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

O grupo percorreu em pouco mais de uma hora todos os corredores da UPA nesta manhã. Eles cantavam, com a ajuda de instrumentos musicais, canções de todos os ritmos e gêneros. Em todas as alas, desde a portaria, a sala de estabilização e enfermarias, os pacientes e profissionais de saúde sorriram e cantaram juntos as músicas mais conhecidas. Todos os cuidados com as regras sanitárias foram seguidos. Um senhor internado em uma das enfermarias pediu uma música e foi prontamente atendido, cantando o hino religioso juntamente com os músicos. “Nós queremos apenas levar um pouco de carinho e alegria a eles neste momento tão difícil em que vivemos”, disse um dos músicos.

Este momento de relaxamento e alegria serão aliados na recuperação dos pacientes e ajudem a reduzir a pressão psicológica e emocional dos médicos, enfermeiros e atendentes das UPA’s. A coordenadora de Saúde Mental, Carolina Fioravante Sartori, afirma que o projeto vai ser multiplicado para todas as UPAs de Aparecida. “Vivemos dias complicados, com tantas mortes por covid-19. Por isso, nosso objetivo com a ação é proporcionar momentos de descontração em um ambiente de tensão e sofrimento, confortar os pacientes e os profissionais da saúde que sofrem cansaço físico, psicológico e emocional, além de demonstrar gratidão por tudo que eles têm feito pelo nosso município”, destacou a coordenadora de Saúde Mental, Carolina Fioravante Sartori.

Segundo a musicoterapeuta Kelly Dantas a atuação da musicoterapia é importante para dar suporte e acolhimento emocional tanto o paciente quanto o profissional da saúde. “Esse projeto promove humanização e fortalecimento das pessoas por meio de experiências musicais baseados em estudos científicos, é uma intervenção pensada com objetivos específicos. A musicoterapia estimula o bom humor e aumenta a disposição do paciente, reduzindo os sentimentos negativos de solidão provocados pelo isolamento. A gente planejou repertórios específicos com canções que trabalham a temática do que as pessoas podem desejar para esse momento relacionado aos sentimentos e pensamentos positivos de força, esperança e fé, o que contribui para melhoria do quadro clínico”, explicou a especialista.

As equipes de Saúde Mental também cantaram para os pacientes das Unidades de Pronto Atendimento Cairo Lousada no Setor Brasicon e Ambrosina Coimbra no Setor Buriti Sereno.

Compartilhe este post: