Terça, 21 de Setembro de 2021
21 de Setembro de 2021
Publicidade

“Não mais que 200 pessoas se beneficiam dos R$ 6 milhões doados para a Aparecidense”

Radialista esportivo Thiago Menezes diz que dinheiro da prefeitura repassado para time de futebol não ajuda a população

Thiago Menezes, titular do programa Esporte em Debate, das 12h às 14h30 na Rádio Bandeirantes AM, foi quem denunciou nas suas redes sociais, onde tem mais de 70 mil seguidores, a doação de quase R$ 6 milhões da Prefeitura de Aparecida para um time de futebol, a Aparecidense. Entrevistado pela repórter Ana Paula Arantes, ele dá mais detalhes sobre o escândalo.

Diário de Aparecida – A doação de quase R$ 6 milhões da Prefeitura de Aparecida para um time de futebol é um absurdo?
Thiago Menezes –Sim, a Aparecidense é um time de futebol privado e há, inclusive, uma lei que proíbe o repasse de dinheiro para times de futebol profissionais. Mesmo durante a pandemia, em 2020, a Aparecidense recebeu da prefeitura quase R$ 6 milhões, para aplicar no desenvolvimento do esporte no município e nas categorias de base. Mas a quantidade de pessoas alcançadas por esse trabalho é pífia. Salvo engano, cerca de 200 jovens. E a maioria nem é de Aparecida, sendo que por trás está o intuito de vender os jogadores futuramente, tal qual todo e qualquer time profissional. Beneficiar apenas 200 jovens é uma quantidade muito pequena para uma cidade com mais de 600 mil habitantes.

DA – Como o senhor descobriu essa ilegalidade?
Thiago Menezes –Os dados estão no Portal da Transparência da prefeitura. Sou da área do futebol, trabalhei com o Mané de Oliveira, hoje estou na Rádio Bandeirantes. E sou também um cidadão aparecidense. Vivo, trabalho e pago impostos em Aparecida. A denúncia chegou até mim e tratei de investigar.

DA – Como o seu público reagiu a essa denúncia?
Thiago Menezes – Tenho uma rede social com 72 mil pessoas, e destas, mais de 25 mil pessoas são de Aparecida. Eu fiquei surpreso com a repercussão, vários outros canais acabaram publicando. Afinal, R$ 6 milhões é muito dinheiro, que poderia ter sido investido em escola, asfalto ou no combate à pandemia.

DA – O prefeito não estaria, com essa doação, estimulando as atividades esportivas no seu município?
Thiago Menezes – Existem outras formas de se estimular as atividades esportivas, todas pelo lado do amadorismo. Com tanto dinheiro, dava pra fazer ginásios, quadras, até de grama society, organizar campeonatos amadores, investir em escolinhas da própria prefeitura e tirar jovens das drogas. Para mim, é uma falácia sem precedentes afirmar que o prefeito está estimulando o esporte aqui em Aparecida de Goiânia. Que esporte ele está estimulando? Um esporte de empreendimento comercial? A Aparecidense não é uma associação pública, e sim, uma empresa privada, com CNPJ, que tem que se virar como o Vila Nova, Goiás, Atlético, que se viram sem nenhum centavo de dinheiro público.

DA – O senhor tem interesse político com essa denúncia?
Thiago Menezes – Nenhum. Não tenho intenção de politicar porque eu não sou um político, sou jornalista. Os quase R$ 6 milhões doados para a Aparecidense é dinheiro do meu imposto e de toda a população. Tentei alertar os cidadãos. Uma montanha de dinheiro foi gasta com um time de futebol que nunca ganhou um campeonato goiano, que nunca chegou na Série C do Campeonato Brasileiro, que sequer representa a cidade de Aparecida à altura.

Compartilhe este post: