Goiás

O cantor goiano Lubeka transformou o Bullying sofrido em arte

Lubeka revela suas vulnerabilidades apaziguadas pela música, além de apresentar seu novo trabalho, Intenso, lançado recentemente

O clichê ‘a música salva e cura’ deixa de ser clichê quando torna-se a realidade de alguém. Assim foi com o cantor goiano Lubeka, que desde muito novo sofreu preconceitos. Alvo de bullying por vir da periferia e ser gay, o artista revela que a música foi o caminho mais sincero para lidar com suas questões e se afirmar em uma sociedade muitas vezes tóxica. Revelando sua personalidade destemida e corajosa, o cantor acaba de lançar seu álbum ‘Intenso’, no qual mostra versatilidade vocal, indo do pop ao R&B (Rythym and Blues).

 

A história de Lubeka na música traz algumas reflexões pertinentes a época em que vivemos. Como transformar situações adversas em aprendizado e força para realizar sonhos? Como essas experiências influenciam na construção da sua personalidade? O quanto é necessário se encaixar aos padrões para alcançar o sucesso? Sim, o bullying, os padrões impostos, os preconceitos, entre outras questões, são pautas constantes hoje, e o cantor reforça a importância de se discutir sobre.

 

Desde muito novo, o artista descobriu na música sua certeza de vida. “Eu comecei na música com 6 anos ao frequentar a igreja com meus pais. Logo percebi que a música era meu refúgio de todo aquele ambiente que só me machucava”, revela Lubeka. Desde então ele entendeu que isso era o que ele queria fazer. Em meio as suas descobertas, ele começava enxergar o lado ruim da vida. Na escola ele já sofria bullying por vir de periferia e por ser gay. “Naquela época eu me sentia um peixe fora da água, por isso me conectei com as artes para me abstrair”, continua.

 

Assim Lubeka seguiu, superando seus momentos difíceis por meio da música. O cantor afirma que sem dúvidas a música é um instrumento de cura. “Ela sempre foi como uma terapia, se eu estava feliz eu cantava, se eu estava triste eu cantava. Era como se eu pudesse lidar com todos os meus problemas através dela”. E por mais triste que possa parecer, essa situação assola muitas crianças/adolescentes hoje. Todos os dias se vê relatos de pessoas que passam pelo mesmo, e com a internet os números aumentaram.

 

Uma pesquisa da Microsoft divulgada neste ano, aponta que, embora o atual estado de civilidade digital do Brasil tenha se mantido, cerca de 43% dos entrevistados estiveram envolvidos em incidentes de bullying na internet. Sim, é assustador, e o artista, com propriedade no que diz, aconselha os jovens que estão passando por isso. “Sejam fortes, busquem desenvolver a espiritualidade de vocês, conversem, conversar ajuda muito, e lembrem-se, vocês são únicos, e incríveis do jeitinho que são”.

 

Padrões no mundo da música

Este comportamento de preconceito é reproduzido de forma generalizada através das décadas e devido a intensidade aumentada, a discussão tem sido mais fervorosa. No universo da música nacional não seria diferente e Lubeka enfatiza a existência da necessidade de se encaixar aos padrões para fazer sucesso no Brasil. “Eu acho que de certa forma é preciso se encaixar sim, as pessoas precisam de um norte condutor para se identificar com algo”. Mas ele também acredita que isso tem seu lado positivo, esse norte abre portas para a diversidade.

 

Segundo Lubeka o Brasileiro é diverso, a diversidade sempre esteve no nosso DNA e isso reflete na música. “Eu acho que vivemos a melhor fase da música no Brasil, principalmente no segmento pop. E como toda indústria ela é exigente, mas hoje também existe espaço para a diversidade, pois existe um público sedento por se sentir representado”, diz otimista. Ele complementa dizendo que acha que melhorou muito com artistas LGBTQIA+ no mainstream. “Graças a eles eu posso existir, mas ainda há muito o que conquistar”.

 

Relembrando toda sua trajetória, Lubeka acredita que a música definiu quem ele é hoje. “Lubeka é meu apelido de infância, então usar a música como terapia para mim é tratar aquela criança sabe?! Então o Lubeka de hoje é muito mais destemido, forte, corajoso, e intenso em tudo que faz. Acho que o Lubekinha teria orgulho do Lubeka de hoje”, (risos). E toda sua história, suas nuances e suas intensidades são reveladas no álbum ‘Intenso’. Projeto no qual ele se dedica desde que chegou de Los Angeles, sua atual moradia.

 

A canção inédita e que dá nome ao álbum acaba de ganhar um videoclipe e é um convite a se deixar levar por um amor de verão, preparando o caminho para a estação dos prazeres. Nascido e criado no município de Anápolis (GO), depois de passar por altos e baixos na sua vida pessoal, profissional e amorosa, Lubeka transforma essas lições em música e em um documentário, que será lançado em breve relatando todo o processo de produção do álbum. “Esse é sem dúvida o maior projeto da minha vida”, finaliza Lubeka.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo