Sexta, 05 de Março de 2021
05 de Março de 2021

Paciente homenageia equipe do Hugol com oração

O Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), unidade do Governo de Goiás, busca diariamente oferecer o melhor atendimento para seus usuários e, em diversas ocasiões, recebe o reconhecimento dos pacientes que vivenciam o processo de internação hospitalar, como Adair Soares, que veio do interior do Estado e ficou internado por quase um mês, homenageando a equipe assistencial da unidade com uma bela oração de fé e agradecimento.

“Desde muito novo, tive problemas de saúde, passando boa parte da minha vida em hospitais, mas não conhecia o Hugol ainda. Quando precisei vir para cá, fui surpreendido e me senti em um hospital de primeiro mundo, onde fui respeitado, tive toda a atenção que precisava e recebi o melhor tratamento possível. Sinto que consegui uma nova família aqui dentro e fiz questão de externar toda a minha satisfação”, relatou Adair.

O cuidado dedicado à vida na unidade foi avaliado pelos usuários, de julho de 2015 a dezembro de 2020, com 94% de satisfação, o que reflete a filosofia de trabalho voltada à humanização do atendimento e, acima de tudo, à resolutividade, com qualidade e segurança para os pacientes. 

Quanto à origem dos pacientes nesse mesmo período, 58% são moradores de Goiânia, principalmente da Região Noroeste, e 41% de outros municípios de Goiás. Além disso, 1% dos atendimentos foi dedicado a pacientes de outros Estados, denotando a representatividade que o hospital tem obtido no âmbito nacional.

“O processo de hospitalização como um todo deixa o paciente fragilizado emocionalmente, mas um atendimento de qualidade, com empatia, levando em consideração suas necessidades e queixas, faz com que ele se sinta acolhido e compreendido, favorecendo assim seu processo de enfrentamento diante da situação vivenciada”, relata a psicóloga Érica Alves.

“No atual contexto de pandemia que enfrentamos, com visitas mais restritas, realizar um atendimento humanizado fica ainda mais evidenciado ao paciente, sendo a equipe assistencial, em muitos casos, seu único contato direto”, explica ainda a psicóloga.

Compartilhe este post: