Domingo, 20 de Junho de 2021
20 de Junho de 2021
Publicidade

Para Aparecida, maior realização de Maguito foi a elevação da autoestima dos aparecidenses

Emedebista fez muitas obras como prefeito em dois mandatos, o seu legado não foi físico e sim imaterial: a afirmação do município como uma força econômica estadual e uma cidade além da mera condição de dormitório

Os dois mandatos de Maguito Vilela como prefeito de Aparecida, de 2009 a 20016, trouxeram para o município algo que jamais será negado: a autoestima da população, antes acostumada à ideia de viver em uma cidade problemática, mas que passou em 8 anos à condição um dos maiores polos de desenvolvimento econômico do Estado.

É fácil entender o que aconteceu. Maguito resolveu disputar a prefeitura depois de uma carreira sólida como político de categoria estadual e, em alguns momentos, nacional. Tinha passado pelo governo estadual e pelo Senado, sendo reconhecido como uma das principais lideranças políticas em Goiás e também em Brasília.

Desse Olimpo, ele desceu para administrar Aparecida. Ganhou fácil a primeira eleição e mais fácil ainda a reeleição. E saiu como o prefeito mais realizador de todos os tempos para os aparecidenses, responsável pela implantação de pelo menos 3 eixos viários e pela construção do Hospital Municipal, o maior e mais completo dentre todos os estabelecimentos hospitalares gerenciados por prefeituras, em Goiás.

Maguito deu dimensão para Aparecida. Nunca tantas empresas se interessaram em se instalar no município, em especial nos 8 parques ou núcleos industriais que foram criados na sua gestão. O PIB ou Produto Interno Bruto, que traduz a soma de todas as riquezas da economia aparecidense, disparou. Hoje, está prestes a superar Anápolis, antes considerado o 2º município mais poderoso do Estado, do ponto de vista do desenvolvimento.

Mas Maguito também deu atenção para a área social. Não conseguiu resolver o crônico déficit de vagas no sistema de Educação Infantil mantido constitucionalmente pela prefeitura, mas foi o prefeito que mais construiu CMEIs em toda a história de Aparecida. Seu plano era construir 40, porém, enfrentando falta de recursos, chegou aos 17.

Ele foi também quem mais atraiu recursos federais para obras em Aparecida. Usando a força do seu prestígio em Brasília, conseguiu, por exemplo, as verbas necessárias para construir o Hospital Municipal e muitas outras obras, em especial na área viária. Na sua administração, criou uma secretaria especialmente para cuidar de levantar investimentos, inclusive internacionais, que beneficiaram Aparecida. A antiga cidade-dormitório de Goiânia, com Maguito, evoluiu para locomotiva para a economia estadual.

Gustavo Mendanha, o atual prefeito, chegou ao posto graças à influência e à confiança nele depositada por Maguito, que o lançou candidato à sua sucessão em 2016. De um modo geral, Gustavo manteve as linhas mestras da gestão do antecessor, cresceu e acabou ajudando na eleição de Maguito para a prefeitura de Goiânia, tendo sido durante a campanha, um dos principais apoiadores. (Da Redação)

Compartilhe este post: