Quinta, 17 de Junho de 2021
17 de Junho de 2021
Publicidade

Pesquisa mostra empate técnico, com Maguito à frente

Ex-governador e ex-prefeito de Aparecida tem 27% de intenções de voto, Vabderlan Cardoso aparece com 23,3% e Adriana Accorsi 10,1% na estimulada, segundo o Instituto Serpes

O ex-governador e ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela (MDB) sai à frente para o segundo turno contra o senador Vanderlan Cardoso (PSD) na disputa pela Prefeitura de Goiânia, aponta a quinta rodada da pesquisa Serpes/O POPULAR, realizada nesta sexta-feira (13), antevéspera das eleições. Os dois ainda estão empatados tecnicamente, mas é a primeira vez que o emedebista lidera numericamente. Maguito tem 27% das intenções de voto e Vanderlan, 23,3%, na pesquisa estimulada, em que os nomes dos 16 candidatos a prefeito foram apresentados em cartelas aos eleitores.

Considerando os votos válidos, que são computados na apuração oficial da Justiça Eleitoral, excluindo nulos, brancos e abstenção, Maguito tem 33,3% e Vanderlan, 28,8%. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos porcentuais para mais ou para menos.

A evolução das quatro rodadas anteriores apontava tendência de crescimento do emedebista, enquanto o pessedista registrou apenas oscilações positivas ou negativas, dentro da margem de erro, permanecendo estacionado. Nesta última, eles praticamente inverteram os porcentuais em relação ao levantamento anterior, divulgado no dia 7, quando o senador aparecia com 26,3% e Maguito, com 23%. O emedebista cresceu 14 pontos porcentuais em relação à primeira rodada, divulgada em 26 de setembro.

 

Espontânea

Na pesquisa espontânea, em que os entrevistados não são informados dos nomes dos candidatos, ambos também estão tecnicamente empatados com vantagem menor de Maguito, de apenas 2,8 pontos porcentuais: o emedebista tem 22,8% e Vanderlan, 20%. Todos os demais candidatos não chegam a dois dígitos. Neste levantamento, quase um quarto do eleitorado goianiense (24,6%) ainda disse que não sabia em quem votar.

A pesquisa estimulada aponta que a deputada estadual Adriana Accorsi (PT) oscilou levemente para cima e volta a ter 10,1% de intenções de voto, quando alcançava 9% na rodada anterior. O deputado federal Elias Vaz (PSB) também teve variação positiva e chega a 5%, contra 2,3% do último levantamento. O deputado estadual Major Araújo (PSL) manteve praticamente o mesmo, 3,2%. O empresário Gustavo Gayer (DC) aparece com 2,8% e o deputado estadual Alysson Lima (SD), com 2,2%.

A vereadora Dra. Cristina Lopes (PL) tem 2%, o deputado estadual Virmondes Cruvinel (Cidadania), 1,5%. Todos os demais têm de 1% para menos: o ex-deputado estadual Samuel Almeida (Pros), 1%; o motorista de aplicativo Fábio Júnior (UP), 0,8%; o deputado estadual Talles Barreto (PSDB), 0,7%; a professora Manu Jacob (PSOL) e o advogado Cristiano Cunha (PV), 0,5% cada um; e o professor Antônio Neto (PCB) e o servidor municipal Vinicius Gomes (PCO), 0,2% cada.

O índice de indecisos reduziu em 4 pontos e é de 10,3%. Aqueles que não vão às urnas ou anularão o voto somam 8,8%. Na rodada anterior, divulgada no dia 7, 14,3% diziam que ainda não haviam decidido e votos nulos ou abstenção somavam 12,1%.

No levantamento espontâneo, Adriana Accorsi alcança 8,7%. Elias Vaz tem 3,5%; Major Araújo, 2,5%; Dra. Cristina e Gustavo Gayer, 1,5%, cada; Alysson Lima, 1,3%; Virmondes Cruvinel 1,2% e Fábio Júnior, 1%. Os demais não alcançam 1%: 0,7% para Samuel Almeida; – 0,5% para Manu Jacob e Talles Barreto; 0,3% para Cristiano Cunha; e 0,2% para Vinicius Gomes e Antônio Neto.

O instituto Serpes ouviu presencialmente 601 eleitores goianienses no dia 13 de novembro de 2020.. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no TRE com o número GO-02779/2020. (Da Redação)

Compartilhe este post: