D5Goiás Online

PM realiza 21 prisões e apreende diversos ilícitos no fim de semana

A Polícia Militar de Goiás, em ações realizadas entre a noite de sexta-feira (30/04) e este domingo (02/05), efetuou ao menos 21 prisões no Estado. Cinco das detenções foram de indivíduos que estavam foragidos da justiça. Durante as diligências, grupos criminosos foram desarticulados, com a apreensão de diversos ilícitos. Um paiol, usado por uma facção para o armazenamento de armas, munições e explosivos, foi fechado. Além disso, um casal de idosos, que era mantido refém, foi resgatado.

Ao todo, foram apreendidas pelo menos 11 armas de fogo, várias munições incluindo de fuzil, porções de drogas, 2 granadas, 3 coletes balísticos, rádios comunicadores, veículos roubados/furtados ou usados em crimes e mais de R$ 65.000,00 em espécie. A PM também recuperou 55 cabeças de gado que haviam sido furtadas. As principais ocorrências foram registradas na capital, em Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Jataí, Pirenópolis, Itaberaí, Acreúna, Baliza, Abadiânia e Formosa.

Em uma operação integrada, as Polícias Militar e Civil efetuaram a prisão de quatro homens, suspeitos de sequestrar um casal de idosos e cobrar R$ 100 mil pelo resgate, em Itaberaí, na região central do Estado. As vítimas foram levadas de uma fazenda, onde moravam. Depois do pagamento dos valores e de quase 10 horas desde o início do sequestro, os suspeitos liberaram as vítimas, em Senador Canedo. Diligências também foram realizadas nas cidades de Anápolis e Leopoldo de Bulhões, resultando na localização e prisão dos indivíduos.

Entre os detidos, está o filho de um vereador, que teria planejado o crime. “Esses três suspeitos teriam sido contratados por um indivíduo, que é parente das vítimas, para cometer o sequestro. Ele passava por dificuldades financeiras e viu essa possibilidade para aliviar a situação econômica neste momento”, disse o tenente-coronel Rodrigo Bispo. Com o grupo, os policiais apreenderam duas armas de fogo e munições. Também foi recuperada a quantia de R$ 65 mil em dinheiro.

Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Itaberaí e irão responder pelos crimes de extorsão mediante sequestro, extorsão, posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa. A Operação Sequestro teve duração de dois dias ininterruptos e contou com a participação de mais de 60 policiais. Atuaram equipes do 27° BPM, Agência Regional de Inteligência – 3° CRPM, CPE Anápolis, 34° BPM – Itaberaí, CPE Goiás, Delegacia de Itaberaí (PCGO) e Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCGO).

No combate às organizações criminosas, a PM fechou um paiol, local usado para o armazenamento de equipamentos bélicos. O depósito, que funcionava em Pirenópolis, era utilizado por indivíduos faccionados. O local foi descoberto após compartilhamento de informações entre equipes do Comando de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis, 3° CRPM e PM2. Foram apreendidas três armas de fogo e um colete balístico. Duas pessoas foram presas. Uma delas estava foragida da justiça. Os suspeitos foram encaminhados à Central de Flagrantes de Anápoilis, para os demais procedimentos legais.

Já em Goiânia, militares do Batalhão de Rotam encontraram um homem, considerado de alta periculosidade e suspeito de diversos roubos a bancos. Os policiais receberam informações apontando que o indivíduo faria o transporte e armazenamento de material bélico, para facções criminosas. Durante a tentativa de abordagem no Setor João Brás, o homem efetuou diversos disparos de arma de fogo contra os PMs, que revidaram. Ele foi baleado e chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Com o indivíduo, foram apreendidas duas granadas, munições traçantes – fuzil 7.62, cinco rádios comunicadores, um colete balístico, um revólver calibre 38, duas emulsões explosivas encartuchadas e três explosivos de Metalon. Após verificação, foi constatada a participação do suspeito em roubos praticados contra instituições financeiras nas cidades de Montes Claros,  Bom Jardim, Britânia e Aragarças. Todo o material apreendido durante a ação foi levado à Central de Flagrantes da capital.

Segurança no campo

Policiais militares do Batalhão Rural recuperaram, neste domingo (2/05), 55 cabeças de gado que haviam sido furtadas. Os animais foram levados de uma fazenda, na zona rural de Pirenópolis, durante a madrugada. Logo após o recebimento de informações sobre o crime, as equipes iniciaram diversas diligências e conseguiram localizar os semoventes, ainda na região. Ao final, os animais foram restituídos ao proprietário legal. Os militares seguem realizando buscas, a procura dos possíveis autores do furto.

Você pode se interessar:

Comments are closed.

Mais em:D5