Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Postos de combustíveis de Goiânia são autuados por irregularidades nos preços

Em ação integrada com a Polícia Militar e Procon-GO, a Delegacia do Consumidor autuou dez postos por propaganda enganosa e cobrança abusiva

Ontem, 19, a Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) deflagrou uma operação para fiscalizar irregularidades na venda de combustíveis ao consumidor final. Em ação integrada com a Polícia Militar de Goiás e com o Procon Goiás, foram inspecionados dez postos de combustíveis em Goiânia. O delegado titular da Decon, Webert Leonardo, explicou ao Diário de Aparecida que a ação teve como foco principal verificar regularidade relacionada à qualidade e quantidade dos combustíveis entregues ao consumidor, além de analisar se o dever de informação clara, ostensiva e precisa no que se refere aos preços estava sendo cumprido.

De acordo com Webert Leonardo, os responsáveis pelos estabelecimentos inspecionados compareceram à delegacia para serem ouvidos em termo de declaração. “Dez postos foram autuados por propaganda enganosa, além de cobrança abusiva. O proprietário de um desses postos estava cobrando 22% a mais do permitido e por isso ele vai responder por crime contra a economia, ou seja, cobrança abusiva”, disse.

Ao final dos trabalhos, todos os proprietários dos postos foram intimados a comparecer à delegacia nos próximos dias e serão investigados pelos crimes de publicidade enganosa e falsa informação sobre o preço do produto. E podem ser autuados também administrativamente pelo Procon. “As ações integradas continuam, a fim de garantir a aplicação da lei e a defesa dos consumidores goianos”, alertou. (Edna Barbosa / jornalismo@diariodeaparecida.com)

Compartilhe este post: