Notícias

Prefeitura interdita academias ao ar livre nos parques

Goiânia possui 42 parques e 17 deles têm equipamentos de ginástica, que agora estão sendo isolados

Nesta quarta-feira (08) a Prefeitura de Goiânia começou a isolar locais de treinamento e exercícios ao ar livre nos parques da cidade. Logo pela manhã, a medida foi adotada em alguns deles, escolhidos por concentrar maior aglomeração de pessoas, como no Parque Flamboyant, Vaca Brava e Areião, na região Sul.

Goiânia possui 42 parques e 17 deles têm equipamentos de ginástica, que agora estão sendo isolados. Participam da ação, guardas civis metropolitanos (GCM), auditores fiscais da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (SEPLANH) e policiais militares.

“Iremos atender a recomendação do Ministério Público de Goiás (MP-GO), sem prazo para o retorno das atividades, com intuito de resguardar cada vez mais o cidadão neste momento de pandemia do coronavírus. Lembrando que a caminhada nos parques é liberada, só orientamos que as pessoas mantenham distância uma das outras para evitar o contágio da doença”, destaca Zilma Percussor Campos Peixoto, secretária de Planejamento e Habitação de Goiânia.

A engenheira civil e moradora do Setor Bela Vista, Juscélia Serramar, aprovou a medida mesmo utilizando uma das áreas para realizar atividades físicas no Parque Areião. “Entendo que isso é importante neste momento, que vai passar. Já havia abandonado meus treinamentos nestes locais por entender que, por se tratar de equipamentos de uso coletivo, as chances de contágio são maiores”, comenta.

Para o Guarda Civil, Rodrigo Moraes, que participou da ação, o isolamento é uma necessidade visto que o risco é enorme para a população. “ Temos feito o trabalho de orientar, conscientizar e agora fiscalizar a utilização de espaços públicos como as academias ao ar livre, para evitar que tenhamos um grande número de casos da Covid-19”, ressalta.

Mayara Ferreira

Estagiário supervisionado pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados