Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

Presidente do Campus Party: Goiás vai se tornar o Estado com o maior número de laboratórios

De acordo com o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia, Goiás vai se tornar o Estado com o maior número de estruturas, entre 25 e 30. “Hoje nós temos laboratórios na Amazônia, em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Bahia. Mas a maior quantidade, ao final deste ano, vai estar aqui no Estado”, garantiu.
O objetivo do projeto é difundir o uso da tecnologia e promover a inclusão social, com a oferta de ferramentas que garantam educação de qualidade e desenvolvam habilidades dentro de um ecossistema inovador. O governador reforçou o objetivo de levar o projeto para as regiões mais carentes do Estado. “Vamos levar a qualidade e oportunidade para todas as crianças, independentemente da sua condição financeira, dar igualdade de tratamento em todas as regiões de Goiás, principalmente nos bairros mais humildes”, definiu.
“Aqui há um programa pensado, que não começa e termina nessa parte do Include. Entra na educação fundamental, despertando esse mundo até a carreira de Tecnologia da Informação e consegue despertar a criatividade, a resolução de problemas”, ressaltou o secretário de Estado de Desenvolvimento e Inovação, Márcio Cesar Pereira.
O governo de Goiás ainda promove a sustentabilidade na utilização dos equipamentos do programa. É o caso dos filamentos para as impressoras 3D, que são feitos de plástico reciclado, por meio do projeto Sukatech, organizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi).
“Hoje nosso mundo está cada vez mais digitalizado e a tecnologia tem que ter esse papel de ajudar a sociedade e o cidadão. Vocês vão ter a oportunidade que muitos jovens do Brasil inteiro não têm”, afirmou, aos estudantes, Adriano da Rocha Lima, secretário-chefe da Governadoria, sobre o potencial de empreendedorismo do programa.
Representando a secretária de Educação, Fátima Gavioli, o superintendente de Segurança Escolar e Colégio Militar, coronel Mauro Vilela, ressaltou que é a educação que forma as bases das famílias. “Todas as pastas do Estado estão unidas, em harmonia. Por isso as coisas têm dado certo”, disse.
A reitora da PUC Goiás, Olga Ronchi, expressou sua esperança com a parceria entre o Centro de Educação Comunitária Meninos e Meninas (Cecom) e o governo estadual. “Essas crianças têm aqui uma semente importante sendo plantada. Amanhã, essa inclusão vai levar a usufruir do acesso ao ensino superior, pelas cinco mil bolsas que a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), por meio do Programa Universitário do Bem (ProBem)”, apontou Olga.

Visita
Outro colégio estadual da Capital, o Robinho Martins de Azevedo, no Jardim Nova Esperança, também foi vistoriado pelo governador Ronaldo Caiado, a pedido da diretora da instituição, Suelma Cândido. “As reformas estão acontecendo, estamos entregando para as crianças os kits alimentação, uniformes, tênis. O que senhor está fazendo, governador, é de verdade”, relatou ela.
A unidade de ensino, com 16 salas, 39 turmas, em três turnos, e 1.410 alunos, nos ensinos fundamental e médio, recebeu verbas dos programas Reformar e Equipar para obras em suas dependências.

Compartilhe este post: