Sábado, 08 de Maio de 2021
08 de Maio de 2021
Publicidade

Professora da Rede Municipal de Aparecida visita alunos como Mamãe Noel

Kátia Betânia enfeitou seu veículo de cor vermelha, vestiu-se nas cores tradicionais do Natal e visitou seus 23 alunos do 1° ano do Ensino Fundamental no Jardim Tiradentes

A pandemia do coronavírus afetou as relações no âmbito da educação, obrigou as aulas a passarem ao regime não presencial e cancelou festividades que sempre aconteceram no ambiente escolar. E foi para diminuir o impacto da crise sanitária na vida das crianças que uma professora da rede pública de Aparecida de Goiânia decidiu adotar uma estratégia específica para comemorar o período natalino, assegurando a tradição e levando afeto e alegria para a garotada.

Lecionando para uma turma de primeiro ano da Escola Municipal de Educação Integral (EMEI) Monteiro Lobato, unidade educacional localizada no Setor Jardim Tiradentes, a professora Kátia Betânia decidiu enfeitar o seu veículo, um carro modelo Uno, de cor vermelha, vestiu-se nas cores tradicionais do Papai Noel e, como Mamãe Noel, realizou um tour nos dias 14 e 15 deste mês, distribuindo uma cesta de presentes para cada um de seus 23 alunos.

A visita aconteceu com a anuência dos pais, que foram previamente avisados e orientados a manterem segredo para que as crianças fossem surpreendidas no ato e foi realizada seguindo os rigores exigidos para o período de pandemia. Em cada casa que visitou, a professora entregou para a criança uma cesta contendo presentes e guloseimas.

Para a ocasião, a professora preparou e entregou duas cestas de presente. Os garotos receberam um kit contendo panetone, salgadinhos, suco, balas, bombons, pirulitos e, como brinquedo, uma bola de couro sintético. Já as meninas, além da cesta contendo as mesmas guloseimas, receberam um kit de maquiagem infantil com batons antialérgicos. A professora também entregou para cada aluno lembrancinhas como cartão de natal e um porta-retrato personalizado, que ela mesma teria confeccionado para entregar aos alunos.

“Não está sendo fácil este ano de distanciamento das crianças, de maneira que poder ver a alegria de cada rostinho mesmo que por um curto espaço é uma satisfação muito grande”, comentou a professora que, em outubro deste ano, realizou ação semelhante para comemorar o Dia das Crianças quando, vestida de Emília, personagem do Sítio do Pica-Pau Amarelo, do livro de Monteiro Lobato, ela visitou a casa de cada aluno distribuindo brinquedos, lembrancinhas e guloseimas.

Para promover a ação deste período natalino, a professora contou com o apoio do diretor da unidade escolar, professor Vilmar Luiz de Freitas, que colaborou com a doação dos panetones, e angariou recursos junto a familiares e amigos para poder montar as cestas de presentes. “Sempre fui uma pessoa muito empolgada com a educação e esse distanciamento só veio mesmo para confirmar o quanto amo e está me fazendo falta ver as crianças no dia a dia. Espero que essa ação nos dê fôlego para terminar o ano e começar o próximo com mais empolgação”, comentou.

A costureira Jaqueline Lemes de Castro, mãe da aluna Giovanna Mel, fala da importância da ação e da emoção da filha, não apenas de receber o presente, mas de rever a professora depois de um ano marcado por aulas não presenciais. “Estou sem palavras, porque a cada dia que passa ela (a professora) nos surpreende mais. Esse carinho, essa atenção com os nossos filhos, é encantador, é emocionante”, descreve a mãe.

O analista de TI, Alan Franco, elogiou a iniciativa e disse que o filho Enzo sente muita saudade da escola, de maneira que a ação reforça o relacionamento entre aluno e escola. Essa é também a opinião da copeira Eliana Vieira dos Santos, mãe das alunas Gabrielle e Bianca e de Ana do Carmo Silva, avó de Lucas Roberto. “É um meio da professora estar com a aluno, porque não é a mesma coisa de uma aula virtual. Ele sente a presença dela e eu tenho certeza que os alunos vão gostar de matar um pouco a saudade”, concluiu. Texto: Felipe Fulquim

Compartilhe este post: