Cidades

Projeto ‘Cidade Inteligente’ é referência para prefeitos de Goiás e do Brasil

Centro de Inteligência Tecnológica (CIT), que monitora município em tempo real, é a principal atração da iniciativa que tornou Aparecida uma cidade digital

O projeto Smart City (Cidade Inteligente) implantado em Aparecida de Goiânia pelo prefeito Gustavo Mendanha é referência para diversos municípios goianos e brasileiros. A iniciativa atraí gestores interessados em implantar o modelo em suas respectivas cidades. Nesta sexta-feira,8, a prefeita de Bela Vista de Goiás, Nárcia Kelly, conheceu o Centro de Inteligência Tecnológica (CIT), que monitora em tempo real as principais avenidas, praças e órgãos públicos, atuando de forma preventiva no combate à criminalidade.

Durante a visita, Gustavo Mendanha destacou os investimentos realizados em infraestrutura para que o projeto possa funcionar com eficiência. “Começamos com a instalação de 700 quilômetro de fibra óptica em toda cidade. Também investimos muito na aquisição de equipamentos sofisticados e na implantação de um data center próprio com capacidade de armazenamento de 7.600 mil terabytes, que é um dos maiores do Brasil”, explicou o anfitrião a prefeita Nárcia Kelly.

Com imagem de alta resolução e movimentação da lente de 360 graus, as câmeras também conseguem identificar veículos furtados e /ou roubados e ainda foragidos da justiça. Tudo isso graças a utilização de softwares de última geração. “Trocamos ideias e experiências e, a cada dia, tenho mais convicção de que nosso crescimento está́ baseado no diálogo e na troca de conhecimento. Parabéns prefeito [Gustavo], seu trabalho é uma referência para todos nós”, destacou a prefeita de Bela Vista.

Gustavo Mendanha apresentou projeto ‘Cidade Inteligente’ para prefeita de Bela Vista de Goiás, Nárcia Kelly, nesta sexta-feira,8 (Foto: Rodrigo Estrela)

Neste momento, o CIT opera com mais de 200 câmeras em todas as regiões de Aparecida. Quando estiver operando com capacidade total, serão mais de 650 equipamentos monitorando Aparecida. Além disso, o Smart City também irá disponibilizar conexão de internet gratuita em praças e parques, disponibilizar prontuários eletrônicos em toda rede municipal de saúde, potencializar o ensino de robóticas nas escolas públicas entre outras ações.

Outros gestores que visitaram Aparecida para conhecer o Smart City foram Kleber Wan-Dall, de Gaspar –SC, Marcos Nobre, de Brejinho do Nazaré-TO, Solange Gouveia, de Caldazinha-GO, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, entre outros. “É um projeto ousado que acrescenta muito para nossa cidade, dando mais segurança à nossa população. É sempre uma satisfação receber prefeitos, empresários e técnicos da área. Aparecida tem se tornado uma referência para o Brasil”, pontua o prefeito Gustavo Mendanha.

Referência

O sucesso do projeto destaca Aparecida no cenário nacional. O presidente da República, Jair Bolsonaro, demonstrou nesta semana, quando participou de uma videoconferência com Gustavo Mendanha, interesse em conhecer a cidade e, sobretudo, os investimentos e a funcionalidade da inciativa que tornou aparecida uma cidade digital. Outro gestor que também pretende conhecer toda estrutura do CIT é o prefeito de São Paulo-SP, Bruno Covas.

Cidade Digital

Projeto Cidade Inteligente da Prefeitura de Aparecida
Monitoramento da cidade é feito com utilização de câmeras de alta definição é movimentação da lente em até 360 graus (Foto: Enio Medeiros)

Além das iniciativas voltadas à segurança pública, com ação integrada da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal e SMTA, o projeto também realiza ações eficazes na construção de uma cidade conectada, universalizando todos os setores da administração pública e da sociedade, resultando em uma maior eficiência da gestão pública e melhor prestação de serviço de Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Serviço Social, Trabalho e Renda, gerando desenvolvimento econômico e social para o município.

A fase inicial do Cidade Digital em Aparecida abrange 4 ações principais: a instalação de 700 km de fibra óptica, a ampliação do videomonitoramento da cidade com aquisição de 650 câmeras com olhos de águia com reconhecimento facial e de placas, implantação de 200 pontos de acesso livre e gratuito à Internet, e contratação de um data center próprio para o controle de gastos públicos. O valor investido é de R$ 56 milhões. O objetivo é desenvolver serviços inteligentes que correspondam todas as necessidades de Aparecida. Texto: Rodrigo Augusto

Arquivos relacionados