Segunda, 20 de Setembro de 2021
20 de Setembro de 2021
Publicidade

“PSL, pela sua força, não abre mão de participar da chapa majoritária”

Deputado federal lembra que apoiou Caiado em 2018, diz que o seu partido está aberto para uma composição e reafirma que aspira a candidatura ao Senado

“O PSL, face ao protagonismo garantido pelos seus dois deputados federais, três estaduais, prefeitos, vereadores; 54 deputados federais, elegemos o presidente, não abre mão de participar das eleições majoritárias em Goiás, em 2022. E mais: em nenhum momento eu falei que abriria mão da possibilidade de ser candidato ao Senado. Na verdade, esse é o projeto do PSL nesse momento.”

A afirmação é do deputado federal Delegado Waldir, desmentindo as especulações de que estaria desde já em campanha pela reeleição à Câmara Federal, descartando a hipótese de disputar a senatoria na eleição do ano que vem.

Delegado Waldir confirma que tem mantido uma boa convivência com o governador Ronaldo Caiado: “Em 2018, fiz parte da chapa que elegeu o governador Ronaldo Caiado. Segundo o que ele disse em Anápolis, eu sou o único deputado federal que esteve com ele desde o início da campanha, pelo que tem muita gratidão. E na entrega de ônibus ocorrida há uns 20 dias, a convite do governador, estive num evento no Palácio das Esmeraldas, quando conversamos muito sobre política. Falei pra ele da pretensão do PSL, que hoje tem o maior tempo de TV, maior fundo partidário e eleitoral, em participar da chapa majoritária. O governador chamou a assessoria dele e determinou que, a partir de agora, ‘eu quero o delegado Waldir nos meus eventos’. Com base nisso, temos caminhado juntos, tal como estivemos em Anápolis na semana passada.”

Segundo o deputado, ainda não existe nenhuma definição sobre o preenchimento das vagas de candidato a vice e a senador na chapa da reeleição de Caiado. “Ele e nomes para a vice e nove nomes respeitáveis como pré-candidatos, então no momento certo ele vai decidir, já que, com certeza, essa será uma decisão unicamente do governador Ronaldo Caiado”, acrescentou.

De acordo com Delegado Waldir, “essa é a correção que eu gostaria que fosse feita, a de que em nenhum momento eu abdiquei de buscar uma vaga na chapa majoritária”, garantiu. “O PSL não tem como deixar de postular essa vaga, considerando a representatividade e o protagonismo que o partido tem hoje não apenas no Estado de Goiás, mas nacionalmente.” Finalizando, o deputado disse que, no momento, “devemos esperar para ver o que o governador vai construir, a gente não quer colocar uma dificuldade para ele em relação à vice. O vice é o próximo governador, certo? Porque lá na frente o Caiado deve sair para uma disputa ao Senado na outra eleição, então, não queremos colocar essa dificuldade para o governador. Mas para o Senado, nós não abrimos mão, queremos participar”, encerrou.

Compartilhe este post: