Sábado, 24 de Julho de 2021
24 de Julho de 2021
Publicidade

Rogério Cruz cresce com decisão de seguir modelo 14×14

Rogério Cruz defende união ao seguir o decreto estadual

Da Redação

O prefeito de Goiânia Rogério Cruz chegou a pensar em copiar o modelo de escalonamento adotado pelo prefeito Gustavo Mendanha em Aparecida, mas desistiu depois de um encontro com o governador Ronaldo Caiado – que explicou para ela os riscos que a capital correria quanto a possibilidade de uma explosão da pandemia com esse sistema, que na prática implica no comércio, indústria e serviços com as portas abertas em grande parte da cidade, diariamente.

Cruz decidiu aderir integralmente ao decreto de Caiado que instituiu em Goiás o sistema 14×14, ou seja, 14 dias de funcionamento das atividades econômicas não essenciais e em seguida 14 dias de fechamento e assim sucessivamente até o abrandamento da 2ª onda da Covid-19.

A notícia de que Goiânia poderia copiar o modelo de Aparecida chegou a motivar comemorações entre os auxiliares de Mendanha, mas foi logo desmentida e substituída pela confirmação de que Rogério Cruz acatou o decreto estadual – na capital, o comércio, indústria e serviços vão reabrir na próxima quarta, 31, por 14 dias, vindo na sequência outra suspensão das atividades por 14 dias.

“É uma questão de união. Para a população ter o entendimento melhor das nossas ações, de Goiânia e do Estado”, justificou Rogério Cruz ao anunciar o acatamento ao decreto estadual. No dia anterior, sexta, 26, o governador Ronaldo Caiado fez fortes críticas ao prefeito de Aparecida Gustavo Mendanha, por divergir do resto do Estado, e disse o escalonamento intermitente adotado no município compromete os esforços de enfrentamento da pandemia na região metropolitana. 

Compartilhe este post: