Notícias

Saúde de Aparecida de Goiânia realiza Dia D da Vacinação contra a Pólio

Da Redação

Será realizado neste sábado, 17, em Aparecida de Goiânia, das 8h às 17h, o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite (Paralisia infantil) e Multivacinação. Em toda a cidade, serão 29 pontos de imunização fixos para vacinar e atualizar o esquema vacinal de crianças, adolescentes e adultos contra doenças como o sarampo e a febre amarela, dentre outras. Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta para que a população se imunize porque o País enfrenta risco de aumento de doenças.

A campanha se estenderá até o próximo dia 30 em 26 postos de vacinação com a meta de vacinar mais de 99 mil pessoas das faixas prioritárias (crianças menores de 1 a 5 anos de idade e crianças e adolescentes de 9 a 15 anos de idade).

Alerta importante para a sociedade

A Secretaria de Saúde ressalta que a mobilização visa também melhorar as coberturas vacinais, que têm oscilado nos últimos anos em todo o País. Segundo dados do Programa Nacional de Imunização (PNI), a cobertura vacinal brasileira está em 56,68% para as imunizações infantis, sendo que o ideal é entre 90% e 95% para garantir a proteção contra doenças como sarampo, meningite, coqueluche e poliomielite. Segundo a pasta, este baixo índice tem consequências graves, como a volta de doenças que tinham sido controladas no Brasil, como o sarampo. Em 2019, o País perdeu o certificado de erradicação da doença, o que é preocupante.

Vacinação indispensável durante a pandemia

A coordenação de Imunização da SMS alerta a população para a importância de se vacinar mesmo com a pandemia de Coronavírus. De acordo com o órgão, essa vacinação é indispensável e pode salvar vidas e evitar sofrimentos. Além disso destaca que todos os protocolos e diretrizes de segurança que visam o controle da COVID-19 serão seguidos criteriosamente, tais como o distanciamento mínimo nas filas e o uso obrigatório de máscaras.

Serão oferecidas vacinas que protegem contra várias doenças como: febre amarela, BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra varicela e hepatite A.

Proteção para crianças, adolescentes e adultos

O grupo alvo da vacinação contra a poliomielite são as crianças menores de 5 anos de idade. Na multivacinação, o público-alvo prioritário é o das crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, mas todas as pessoas de até 49 anos com esquemas vacinais incompletos devem ir aos postos para fazer a atualização e se proteger contra uma série de enfermidades, além de contribuir para a redução do risco de transmissão de doenças imunopreveníveis.

A poliomielite

Conhecida também como pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus. No Brasil, o último caso de infecção pelo poliovírus selvagem ocorreu em 1989, na cidade de Souza, na Paraíba. Em 1994, o País recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) a certificação de área livre de circulação do vírus.

Mayara Ferreira

Estagiária supervisionada pelo editor Jorge Borges

Arquivos relacionados