Quarta, 28 de Julho de 2021
28 de Julho de 2021
Publicidade

Secretaria de Segurança foi criada, mas não tem titular e nem funciona

Uma das promessas de impacto da campanha da reeleição de Gustavo Mendanha foi a criação de uma Secretaria Municipal de Segurança, muito embora não seja função dos municípios atuar na área de prevenção e combate ao crime.


Antes mesmo de assumir o 2º mandato, Mendanha mandou para a Câmara, que aprovou, um projeto de reforma administrativa adicionando à estrutura da prefeitura não só uma pasta de Segurança, como muitas outras, subindo o seu já inflado secretariado para 27 posições de 1º escalão.

Em todas, foram aproveitados aliados políticos e indicados de vereadores, além de suplentes que foram bem votados. A Secretaria Municipal de Segurança, portanto, existe. Mas não funciona na realidade. Conforme o site da prefeitura, nem sequer tem um titular nomeado.

Pode-se dizer que “criar” uma Secretaria Municipal de Segurança foi a única promessa de campanha de Gustavo Mendanha “cumprida” nestes seus primeiros 100 dias de gestão do 2º mandato, apesar de não passar de uma folha de papel assinada pelo prefeito e aprovada pelos vereadores, sem nenhuma efetividade prática.

Promessas na estaca zero

1 – Implantação de um Banco de Alimentos para atender famílias vulneráveis;

2 – Construção dos eixos viários da região Leste-Oeste, para facilitar o tráfego;

3 – Atrair empresas para gerar empregos e renda para o município;
4 – Construir 12 Cmei’s para diminuir o déficit de vagas para a Educação Infantil;

5 – Construir uma maternidade e o Hospital de Combate ao Câncer;

6 – Atuar junto ao governo federal para implantar o desvio da BR-153.

Compartilhe este post: