Cidades

SMS de Aparecida amplia atendimento emergencial antirrábico

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aparecida deu início nesta sexta-feira, 21, ao atendimento emergencial antirrábico em três unidades de saúde do município. O atendimento que antes era realizado apenas no Cais Nova Era, agora também será disponibilizado nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Parque Flamboyant e Jardim Buriti Sereno, no período da noite e nos finais de semana.

A Superintendência de Vigilância em Saúde de Aparecida explica que o serviço funcionará 24h. Durante a semana o atendimento ambulatorial para casos suspeitos seguirá normal das 8h às 18h. A mudança faz parte de um trabalho de descentralização dos atendimentos para casos de mordedura canina e outros animais suspeitos de contração da raiva.

“Os profissionais são treinados para tomar as medidas adequadas conforme a necessidade, levando em consideração um período de observação do animal. Cerca de 90% dos casos de mordedura canina acabam não apontando para a necessidade de vacina e soro. Mas nossas equipes estarão de prontidão para atender a nossa população”, pontua a coordenadora de Imunização do município, Renata Cordeiro.

Doença

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, transmitida por mamíferos, causada pelo vírus do gênero Lyssavirus, da família Rabhdoviridae. Trata-se de uma doença passível de eliminação no seu ciclo urbano e pela existência de medidas eficientes de prevenção, como a vacinação humana e animal, a disponibilização de soro antirrábico humano e a realização de bloqueios de foco. É transmitida ao ser humano pela saliva de animais infectados, como cães e gatos, principalmente por meio da mordedura, podendo ser transmitida também pela arranhadura ou lambedura desses animais.

Os sintomas da raiva são mal-estar, aumento de temperatura, anorexia, cefaleia, náuseas, dor de garganta, entorpecimento, irritabilidade, inquietude e sensação de angústia. Quando a infecção progride podem surgir manifestações mais graves como febre, delírios, espasmos musculares involuntários generalizados e convulsões.

Mais informações no website da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Fonte: Frederico Noleto

Arquivos relacionados