Terça, 21 de Setembro de 2021
21 de Setembro de 2021
Publicidade

Temporada da Jabuticaba começa neste sábado em Hidrolândia

Cidade das águas e da doce fruta nativa da Mata Atlântica é destino de milhares de famílias de todo o mundo. O maior pomar jaboticabal do planeta está em terras goianas

A menos de 40 km da Capital, a cidade de Hidrolândia é destaque em todo o País pela Temporada da Jabuticaba, que se inicia oficialmente neste sábado, 4, e dura até novembro deste ano. O município possui o maior pomar de jabuticaba do mundo, com 42 mil pés. A Vinícula Jabuticabal dispõe de vinhos da fruta em todo o período de safra no distrito de Nova Fátima.
Ao Diário de Aparecida, o secretário municipal do Turismo, Silvio Quirino, destacou que o potencial turístico de Hidrolândia é gigantesco, porém, em se tratando da doce fruta nativa da Mata Atlântica, o município também lidera o ranking mundial de quintais e produtores de jabuticaba – os quintais são os donos de terra que possuem até 100 pés de jabuticaba, e os produtores são os que têm acima de 100 pés.
Conhecido mundialmente, o distrito de Nova Fátima, além de abrigar cerca de dez fazendas de jabuticaba e 105 cultivadores, tem outras atrações, que são os inúmeros recantos e clubes de águas abundantes e cristalinas, somados às preservadas ruas de paralelepípedo e casarões coloniais erguidos em 1830. Uma boa dica para quem visita Hidrolândia é um passeio gastronômico, em locais que servem comida típica goiana com a tradicional cozinha caipira.

 

Morro Feio e Rio Dourados são frequentados por turistas o ano inteiro

Uma das serras mais visitadas na região é o Morro Feio. A média de frequentadores diários, em destaque no fim de semana, é de 1.500 ciclistas. Segundo o secretário, é o melhor singletrack de Goiás. O singletrack é uma modalidade de mountain bike praticada com bicicletas em terrenos de terra, acidentados com montanhas e trilhas. As mountain bikes circulam durante o ano inteiro.
O Rio Dourados é o maior e mais belo afluente do Rio Meia Ponte. Nasce no município de Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia, na altitude de 895 metros. Passa margeando Goiânia, onde recebe contribuição do Córrego Baliza, e em sua passagem pelo município de Aparecida de Goiânia, margeando a Serra das Areias, o rio recebe diversas contribuições das águas oriundas desse local, águas ainda preservadas que descem a serra e se encontram com o rio.
“Na época das chuvas, para a prática de canoagem, o Rio Dourados é bastante utilizado por turistas que procuram os recantos, clubes de camping, restaurantes nas margens do rio. A temporada contempla até meados do mês de abril”, enfatizou o secretário. (Por Ana Paula Arantes / jornalismo@diariodeaparecida.com)

Compartilhe este post: