Goiás Online

Vanderlan nega que tenha projeto para eleições 2022

Helton Lenine | heltonlenine@gmail.com

Vanderlan Cardoso (PSD/foto) nega que esteja havendo qualquer conversação no sentido de viabilizar uma candidatura sua ao governo de Goiás no pleito do ano que vem. O senador chama de boatos o que circula em blogs e sites goianos e afirma que isso não o abala. “Estou trabalhando por Goiás e pela candidatura de Henrique Meirelles ao Senado. O resto não passa de balela.”

Em baixa
Com números de 2020, último ano da primeira gestão de Gustavo Mendanha como prefeito de Aparecida de Goiânia, o município da Região Metropolitana de Goiânia despencou no Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF).

Em baixa II
Principalmente pela má pontuação no indicador “investimentos”, em nível nacional, Aparecida caiu de 15º lugar em 2016 para a 249ª posição no ranking em 2020.

Novo partido
Vice-prefeito Vilmar Mariano deverá acompanhar Gustavo Mendanha em novo partido. Ou seja, também vai deixar o MDB. “Sou do grupo do Mendanha”, diz.

Deve sair
Vilmar acredita que Tatá Teixeira deixará, em abril, a Secretaria de Articulação Política para mergulhar na campanha de Gustavo Mendanha ao governo de Goiás.

Na Europa
Gustavo Mendanha (sem partido) permanece em Barcelona, Espanha, participando do Smart City Expo World Congress, ao lado de 17 prefeitos brasileiros. Deve retornar domingo ao Brasil.

De olho nas eleições
Pelo menos oito auxiliares do prefeito Gustavo Mendanha (sem partido) devem deixar a Prefeitura de Aparecida de Goiânia até abril próximo para disputar mandatos às eleições de 2022.

De olho nas eleições II
Os secretários são: Willian Panda (PSB), Marlúcio Pereira (Republicanos), Max Menezes (MDB), Felipe Cortez (Podemos), Vanilson Bueno (PSDB), Jhonatan Medeiros (Republicanos), Veter Martins (PSD) e Cláudio Éverson (Progressistas).

Não desistiu
Dirigentes estaduais do PL deram “carta branca” a Valdemar Costa Neto para acertar a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao partido.

Crise nos Estados
Inicialmente marcada para o próximo dia 22, a filiação de Bolsonaro ao PL foi cancelada, em razão das divergências nos Estados.

Em Goiás
Em Goiás, o PL também terá dificuldades: de um lado, Magda Mofatto quer apoiar Gustavo Mendanha ao governo; de outro, Bolsonaro pensa em lançar Vitor Hugo.

No comando
Marinho Rezende é lembrado para assumir, em março próximo, a presidência do União Brasil (DEM e PSL) em Aparecida de Goiânia.

Servidores
De olho nas eleições de 2022, Jair Bolsonaro (sem partido) quer conceder aumento salarial ao funcionalismo. Pergunta: de onde vai sair o dinheiro?

Ana Paula: “Meu pai dizia que Goiás estava bem nas mãos de Caiado”
A advogada Ana Paula Rezende Craveiro disse, em entrevista à jornalista Cileide Alves, do jornal O Popular, que seu pai, Iris Rezende, sentia um alívio muito grande em saber que o Estado estava nas mãos de um homem correto e honesto como Ronaldo Caiado. “Ele tinha esse sentimento de que o Estado está sendo bem cuidado”, lembrou.

Resumo

A Prefeitura de Goiânia, por determinação de Rogério Cruz (Republicanos), vai participar do Mutirão Iris Rezende com o Atende Fácil, organizado pelo governador Ronaldo Caiado. Na região noroeste de Goiânia.

PT já não considera uma aliança com Gustavo Mendanha (sem partido) à sucessão estadual e prepara lançamento de Wolmir Amado para 2022.

Reitor da UFG, Edward Madureira ainda não decidiu se irá disputar mandato à Câmara Federal às eleições do ano que vem. Ele já foi filiado ao PT.

Presidente municipal do PSD, vereadora Camila Rosa prepara, no início de dezembro, visita de Henrique Meirelles, pré-candidato ao Senado, a Aparecida de Goiânia. Ele vai à Câmara Municipal, entre outros compromissos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo